joomla counter

PARCERIAS

ad valorem

PARCERIAS 

INCENTIVOS AO INVESTIMENTO
Contabilidade e Fiscalidade
FORMAÇÃO

 

SSL Certificate  

Agenda Fiscal

Inovação... (Newsletter)

Inovação e Empreendedorismo

Newsletter Independente

Start&Go Newsletter

AICEP - Portugal Global

equipgest
Empresa de consultoria e formação

EQUIPGEST
EQUIPGEST Nascemos no Dia Internacional da Paz! Estamos por isso em Paz com todos! fb.me/U7wb9wxm

21-09-2016 via Facebook

EQUIPGEST
EQUIPGEST Hoje fazemos 26 anos de existência

21-09-2016 via Twitter Web Client

EQUIPGEST
EQUIPGEST EQUIPGEST - 25 ANOS fb.me/4DdMCxzll

18-04-2016 via Facebook

EQUIPGEST
EQUIPGEST 20160123_120813[1] fb.me/4zO3k3zmU

07-02-2016 via Facebook


Visitas

Temos 11 visitantes e 0 membros em linha

Primeiros concursos aos fundos europeus abrem em Novembro

A notícia não é nossa, é da Vida Económica e pode ser consultada no Boletim Incentivos (que disponibilizamos na coluna esquerda desta página).

Assim, com a devida vénia, transcrevemos o essencial da notícia da Vida Económica...

O Conselho de Ministros aprovou, na última terça-feira, as Regras Gerais de Aplicação dos Programas Operacionais e dos Programas de Desenvolvimento Rural financiados pelos FEEI - Fundos Europeus Estruturais e de Investimento, para o período de programação 2014-2020.

Durante o mês de outubro, o Governo irá nomear as entidades de gestão e concluir regulamentos específicos, garantiu o ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros.

“O objetivo é que, em novembro, se abram os concursos e que, em dezembro, os fundos possam começar a ser disponibilizados”, acrescentou.

Segundo o mesmo responsável, o regulamento aprovado “vem simplificar todo o processo de candidatura, uma vez que reúne todos os documentos num só, bem como a criação do Portal”. “Haverá também um gestor de procedimento, e será criada a figura do curador do beneficiário para receber reclamações e queixas, emitindo recomendações para que as dificuldades sejam ultrapassadas.”

Miguel Poiares Maduro referiu ainda que “haverá diferenciação entre territórios, com a abertura de concursos específicos para os territórios de baixa densidade».

“Os montantes do Portugal 2020 dependerão das candidaturas existentes, assim como dos valores que a Comissão Europeia disponibilize aos Estados-membros”, explicou, acrescentando que “este valor ainda não nos foi revelado por Bruxelas”.

“A par do Portugal 2020, o anterior quadro comunitário (QREN) continua em vigor até ao final de 2015.”

“Portugal tem a melhor taxa de execução da União Europeia (82%), dispondo ainda de 3,6 milhões de euros para injetar ao longo do próximo ano. Não tencionamos devolver um único cêntimo à União Europeia”, concluiu Miguel Poiares Maduro.